Notícia: Recomendações de prevenção aplicáveis a distribuidoras, operadores logísticos e transportadoras de produtos de interesse à saúde

Publicado em 28/04/2020

Recomendações de prevenção aplicáveis a distribuidoras, operadores logísticos e transportadoras de produtos de interesse à saúde


Recomendações de prevenção aplicáveis a distribuidoras, operadores logísticos e transportadoras de produtos de interesse à saúde

Importante: as recomendações presentes neste documento devem ser analisadas individualmente pelas empresas, além de seguirem as orientações das autoridades sanitárias e outras informações técnicas disponíveis.

• Promover informação aos Colaboradores (murais, e-mails, comunicados internos, redes sociais).

• Incentivar a higienização frequente das mãos com água e sabão ou preparações alcoólicas apropriadas.

• Afastar colaboradores que pertencem a grupos de risco (acima de 60 anos, com doenças cardiovasculares, doenças respiratórias, doenças metabólicas, imunodeprimidos, diabéticos, gestantes).

• Promover o DISTANCIAMENTO social nas dependências da empresa (distância mínima de 1,5m entre os colaboradores).

• Afastar colaboradores com sintomas respiratórios.

• Não cumprimentar com toque físico: apertos de mão, abraços e beijos.

• Manter ambientes arejados.

• Nos ambientes com uso de ar condicionado, considerar aumentar a frequência da troca / manutenção dos filtros DE AR.

• NÃO VISITAR clientes.

• Não realizar viagens comerciais, para cursos e treinamentos.

• NÃO REALIZAR eventos festivos nas dependências da empresa.

• DAR PREFERÊNCIA A REUNIÕES VIRTUAIS DE TRABALHO

• Disponibilizar AOS COLABORADORES EPIs conforme a avaliação de risco das atividades desenvolvidas.

• Disponibilizar preparações alcoólicas para higienização das mãos em todas as áreas, acessos da empresa, NO INTERIOR DOS veículos e NAS janelas dos guichês de recepção de motoristas.

• Fornecer instruções adicionais de segurança e limpeza à equipe de zeladoria (uso de solução desinfetante/álcool 70% em corrimões, guarda-corpos e maçanetas), aumentando a frequência de limpeza nas áreas de maior concentração de pessoas. Mais informações em: http://www.saude.pr.gov.br/modules/conteudo/conteudo.php?conteudo=3508

• Fornecer instruções adicionais de segurança à equipe de motoristas e ajudantes (uso obrigatório de EPIs e higienização das mãos).

• Proibir circulação da equipe de entrega em ambiente hospitalar, postos de saúde e clínicas.

• Diminuir o tempo de entrega fazendo a conferência por volume.

• Realizar higienização diária dos veículos de entrega: Para painéis, volante, freio de mão, câmbio, botões de ar condicionado e de vidros elétricos, puxadores internos e centrais multimídia que podem ser danificados pelo álcool 70%, usar pano úmido com sabão neutro, o mesmo vale para bancos e apoios de braço em couro ou plástico. Importante ter frasco de preparação alcoólica para higienização das mãos ANTES de pegar no volante.

• Realizar higienização periódica dos baús: borrifar solução desinfetante em toda a parte interna do baú.

• Realizar manutenção periódica do sistema de ar condicionado dos veículos.

• Diminuir a circulação interna de colaboradores (realizar quando possível home office, rodízio, escala, férias).

• Não compartilhar objetos de uso pessoal (computadores, celulares, laptops, mouses, etc).

• Realizar escala para uso do refeitório e áreas comuns.

• Proibir a circulação de terceiros nas dependências da empresa.

• Proibir que motoristas de transportadores logísticos terceiros circulem na expedição, quando aplicável.

• Receber E ENTREGAR MERCADORIAS usando EPIs e higienizar as mãos após o recebimento.

• Ainda não se sabe ao certo quanto tempo o SARS-Cov-2 pode permanecer viável em superfícies inertes. Tendo em vista dados de um estudo que não detectou o vírus em papelão após 24 horas, sugere-se que, se possível, as mercadorias recebidas sejam deixadas em quarentena por no mínimo 24 horas antes do seu manuseio (exceto refrigerados).