Notícia: Seminário discute recebimento de produtos termolábeis

Publicado em 05/07/2019

Seminário discute recebimento de produtos termolábeis


Seminário discute recebimento de produtos termolábeis

O dia 05/07, em Curitiba, foi repleto de trocas de experiência e compartilhamento de conhecimentos, com a presença de mais de 70 farmacêuticos e acadêmicos do curso de Farmácia, no “Seminário Medição de Temperatura no Recebimento de Produtos Termolábeis”. Organizado pelo Grupo Técnico de Trabalho (GTT) de Distribuição e Transporte do CRF-PR, o evento levou, aos participantes, instruções práticas e teóricas para o cumprimento dos requisitos mínimos exigidos pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Dra. Mirian Ramos Fiorentin – Presidente e Dra. Nádia Maria Celuppi Ribeiro – Diretora Secretária-Geral do CRF-PR realizaram a abertura do evento. Em seu discurso, Dra. Mirian destacou a importância da capacitação do farmacêutico nas inúmeras atividades que pode exercer, já que assim, o profissional estará capacitado para oferecer à população a melhor assistência possível. “Esse evento é a oportunidade para tirar dúvidas e entender como levar ao cidadão medicamentos com os requisitos mínimos de qualidade estabelecidos. O CRF-PR, por meio de seus GTTs, busca qualificar o profissional para garantir a todos um serviço com qualidade e segurança”, destacou a Presidente do CRF-PR. Ademais, Dra. Mirian ressaltou o momento de impasse que a profissão passa nos últimos meses com a criação de Projetos de Lei que desqualificam a essencial atuação do farmacêutico junto à população. “É preciso da união de todos os profissionais para mostrarmos que a assistência farmacêutica é indispensável e resulta em inúmeros benefícios à saúde”.

O palestrante do dia foi Neville Fusco, consultor e professor nas áreas de gestão da qualidade, metrologia, instrumentação e inovação tecnológica. Em sua quarta vez participando de eventos do CRF-PR, Neville agradeceu a oportunidade de, mais uma vez, estar presente e auxiliar os farmacêuticos sobre como diminuir riscos e aumentar a segurança do paciente. “Falar sobre recebimento de medicamentos termolábeis é complexo, porém, existem diversas formas de garantir a seguridade”, afirmou.

Durante o dia, os participantes assistiram à fundamentação teórica e depois puderam participar de uma explanação prática, analisando medicamentos termolábeis transportados de 2 a 8ºC.


Fonte: Assessoria de Comunicação / CRF-PR