Notícia: CRF-PR e entidades discutem valorização do profissional e uso racional de medicamentos em Cascavel

Publicado em 11/05/2022

CRF-PR e entidades discutem valorização do profissional e uso racional de medicamentos em Cascavel


CRF-PR e entidades discutem valorização do profissional e uso racional de medicamentos em Cascavel

O Conselho Regional de Farmácia do Estado do Paraná – CRF-PR, participou de uma reunião na Câmara municipal de Cascavel, promovida pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná – Unioeste para discutir o uso racional de medicamentos e o papel do farmacêutico no sistema de saúde. A reunião foi feita em parceria com o presidente da Comissão de Saúde da Câmara de Cascavel, vereador Edson Souza, e reuniu autoridades de diversas áreas de atuação farmacêutica.

Antes das discussões iniciarem, as acadêmicas do curso de Farmácia da Unioeste Amanda Stefanello e Ana Laura Bossada realizaram uma apresentação sobre os cuidados necessários para o uso, armazenamento e descarte de medicamentos. As acadêmicas fazem parte do projeto de extensão “Uso Racional dos Medicamentos”, que desenvolve ações de conscientização sobre o tema.
Presente na reunião, a coordenadora do curso de Farmácia da Unioeste, Dra. Mônica Suldofski, destacou a relevância do tema discutido e falou sobre o papel da universidade pública nestas questões. “É muito importante até pelo papel da universidade na prestação de serviços para a comunidade. Nós enquanto instituição pública temos que mostrar as possibilidades que temos de melhorar a qualidade de vida da população mediante a atuação destes profissionais”, afirmou.

A coordenadora ainda destacou um importante encaminhamento retirado da reunião, que versa sobre o tratamento de afluentes líquidos oriundos das atividades hospitalar e farmacêutica. “Hoje existe uma legislação antiga e que só fala sobre resíduos sólidos. Existe uma preocupação quanto a isso, até a Organização Mundial da Saúde tem debatido essa questão. É uma quantidade muito grande de resíduos que são descartados na rede comum, sem um tratamento prévio para ele”, comentou. Para essa questão, os envolvidos irão procurar a proposição de uma legislação para regular o descarte dos resíduos de laboratórios, centros cirúrgicos, entre outros.

Dra. Sheila Meza, professora do curso de Farmácia da Unioeste e coordenadora da Seccional de Cascavel do CRF-PR, representou a entidade no evento. Ela também destacou o papel extensionista da universidade e destacou a gama de possibilidades de atuação do profissional farmacêutico. “Um dos braços da instituição é esse de trabalhar diretamente com a comunidade e levar esse conhecimento. Daqui saíram propostas extremamente relevantes sobre a valorização do profissional de farmácia, sobre onde ele estará inserido na comunidade e mostrando suas habilidades, pois ele tem um leque de atuação muito amplo que não é restrito ao balcão da farmácia” ressaltou.

O presidente da Comissão de Saúde e Assistência Social da Câmara de Cascavel, vereador Edson Souza falou sobre as ações que podem ser tomadas para melhorar o atendimento farmacêutico como um todo. “Percebemos uma grande necessidade do Poder Público discutir o uso racional dos medicamentos e o descarte correto deles. Aqui se demonstrou que boa parte das bactérias multirresistentes se criam a partir do descarte incorreto. Além disso, a valorização e a contratação de mais profissionais farmacêuticos pelo Poder Municipal foram temas tratados e que receberam encaminhamentos”, disse.


Fonte: Assessoria de Comunicação /CRF-PR

topo