Notícias

Publicado em 27/02/2019

Projeto de Lei defende a qualidade do ensino nas graduações da área da saúde


Projeto de Lei defende a qualidade do ensino nas graduações da área da saúde

Nesta terça-feira (26), na Sessão Plenária da Assembleia Legislativa do Paraná, o Deputado Estadual Michele Caputo cumpriu o compromisso firmado e apresentou o Projeto de Lei 100/2019 que dispõe sobre a proibição do funcionamento dos cursos de nível médio, técnico e superior, na área da saúde, que não respeitem o máximo de 20% das aulas na modalidade de educação a distância (EAD).

O parlamentar atua em conjunto com o Conselho Regional de Farmácia do Estado do Paraná (CRF-PR) e diversas outras entidades, que já se reuniram em três edições do Encontro das Profissões da Área da Saúde para discutir o ensino a distância. Inclusive, o último encontro foi realizado na semana passada e, na ocasião, o Dr. Michele Caputo ressaltou o seu comprometimento em levar o assunto à esfera política. “Atualmente o EAD tem avançado na nossa área e não podemos admitir que isso aconteça. É um verdadeiro retrocesso e prejudica a formação dos profissionais de saúde. Um dos meus compromissos de campanha é apresentar um projeto de lei que barre essa afronta à saúde”.

O CRF-PR continuará não medindo esforços para defender a qualidade da educação na formação de profissionais na área da saúde. “A formação representa a qualidade na prestação de serviços e impacta diretamente na saúde e qualidade de vida da população", afirmou a Dra. Mirian Ramos Fiorentin - Presidente do CRF-PR.

Confira o Projeto de Lei nº 100/2019 na íntegra: https://bit.ly/2BV1GEO


Fonte: Assessoria de Comunicação / CRF-PR