Notícias

Publicado em 04/09/2018

Deliberação 914/17 em debate


Deliberação 914/17 em debate

O CRF-PR trabalha ativamente para defender a importância do atendimento farmacêutico à população. Uma forma de atingir este objetivo é garantindo a presença dos profissionais nos estabelecimentos públicos, como dispõe a Deliberação 914/17 do CRF-PR.

Para assegurar inscrição e responsabilidade técnica de todos os estabelecimentos farmacêuticos públicos que armazenam, distribuem, dispensam e gerenciam medicamentos sujeitos a controle especial, em busca da saúde e bem-estar da população, os municípios paranaenses estão sendo notificados. Nesta primeira etapa, deverão preencher modelo de plano de ação presente na Deliberação, especificando características como população, número de estabelecimentos e lotação profissional. Esses documentos estão sendo analisados pela Comissão de Assistência Farmacêutica do Serviço Público do CRF-PR (CAFSUS), que identifica as especificidades dos municípios e retorna o documento com suas considerações. Até agosto de 2018, a CAFSUS recebeu 78 planos de ação.

No dia 04/09 em Curitiba, representantes das cidades integrantes da 2ª Regional de Saúde (RS) debatem e esclarecem dúvidas sobre a aplicação da Deliberação 914/17. Dra. Mônica Grochocki, Conselheira e membro da CAFSUS, durante o evento, afirmou que esta iniciativa é um esforço coletivo para resultar em um atendimento exemplar à população “O trabalho de assistência farmacêutica já existe e é realizado por muitos. O nosso objetivo é expandir, aplicando melhor os recursos e tempo disposto. Já conseguimos ver claramente o aumento expressivo no número de farmacêuticos no quadro de funcionários dos municípios”, destacou.

Na abertura da reunião, Dra. Mirian Ramos Fiorentin – Presidente do CRF-PR, juntamente com o Dr. Márcio Augusto Antoniassi – Vice-Presidente, Dra. Sandra Iara Sterza – Tesoureira e Dra. Nádia Maria Celuppi Ribeiro – Secretária-Geral, ressaltou a importância da aplicação da Deliberação 914/17 em busca da qualidade da assistência farmacêutica prestada aos pacientes do Sistema Único de Saúde, por meio da disponibilização adequada e do uso racional de medicamentos aos usuários das farmácias públicas por profissional devidamente habilitado. Além disso, evidenciou experiências positivas que servem de exemplo para outros municípios, como a Farmácia Móvel de Maringá. “Esse foi o primeiro serviço móvel de Farmácia oferecido no Paraná, ajudando as pessoas que antes precisavam se deslocar até uma Unidade Básica de Saúde para receber seus medicamentos controlados. Com a Deliberação 953/18 do CRF-PR, outros municípios poderão atuar desta forma, garantindo a assistência farmacêutica e facilitando a entrega à população”, concluiu.


Fonte: Assessoria de Comunicação / CRF-PR