Notícias

Publicado em 11/05/2018

Entidades reiteram posicionamento contrário ao EAD em encontro nacional


Entidades reiteram posicionamento contrário ao EAD em encontro nacional

No último dia 10 de maio, o Conselho Federal de Farmácia (CFF) e Conselho Regional de Farmácia do Distrito Federal (CRF-DF), em parceria com o Fórum dos Conselhos Federais da Área de Saúde (FCFAS), promoveram, em Brasília, a I Reunião dos Conselhos Profissionais da Área da Saúde. As entidades estão preocupadas com o impacto da formação dos profissionais na área da saúde na modalidade EAD (Ensino a Distância).

A presidente do Conselho Regional de Farmácia do Estado do Paraná – (CRF-PR), Dra. Mirian Ramos Fiorentin, participou do encontro e reiterou o posicionamento contrário da entidade ao EAD na formação de profissionais da Saúde.

A Mesa Diretiva do Fórum, composta pelo presidente do Conselho Federal de Farmácia (CFF), Dr. Walter Jorge João, e pelo Deputado Federal Luiz Henrique Mandetta (DEM/MS) – que apresentará Projeto de Lei a respeito do EAD – suscitou debate e ideias a respeito da importância do ensino presencial na área da Saúde e possíveis prejuízos resultantes da implantação do EAD.

O CRF-PR já encabeçou dois encontros com outros conselhos da área da saúde e entidades do Estado para programarem ações no combate a essa modalidade de ensino. A principal delas foi a realização de uma Audiência Pública, na Assembleia Legislativa do Paraná (ALEP), junto a Comissão de Saúde, onde foi apresentado um panorama do EAD no Brasil. O primeiro aconteceu em fevereiro com a participação de 17 instituições, e o segundo, ocorrido em março, contou com 13.

Para Dra. Mirian, a graduação em saúde exige o contato do aluno com a prática profissional, “no caso da Farmácia, essa necessidade torna-se ainda mais premente na medida em que a profissão envereda cada vez mais para o cuidado ao paciente, ou seja, a prática clínica”, avaliou. Com relação ao evento, a presidente ressaltou a importância de mobilizar todas as profissões da área da saúde, “juntos podemos alcançar uma unidade em torno do propósito de impedir o avanço do EAD nas graduações na área da saúde", ressaltou.

"As representações das 14 profissões da saúde finalizaram uma proposta de texto para o substitutivo de Projeto de Lei que será apresentado em Audiência Pública na Comissão de Seguridade Social e Família (CSSF)", prevista para o dia 15 de maio.

Audiência Pública sobre EAD será realizada no próximo dia 15/05 na Câmara dos Deputados

Em continuidade às ações contrárias à implantação do EAD no ensino da saúde, na próxima terça-feira, 15/05, acontecerá a 1a Audiência Pública acerca do assunto, em nível Federal, na Câmara dos Deputados, a pedido dos Deputados Luiz Henrique Mandetta (DEM/MS) e Alice Portugal (PCdoB/BA).

O CRF-PR permanece atuante no sentido de assegurar a qualidade da formação profissional dos farmacêuticos, resguardando as bases fundamentais para a graduação em saúde: o contato in loco e o cuidado com o paciente. De acordo com a Resolução CFF Nº 642, de 29 de junho de 2017, é imprescindível ao exercício farmacêutico que sejam ofertadas - com conteúdos teórico-práticos e com ênfase nas áreas do cuidado em saúde, tecnologia e inovação em saúde, gestão em saúde e estágios curriculares obrigatórios - disciplinas sob a modalidade presencial.


Fonte: Assessoria de Comunicação / CRF-PR