Notícias

Publicado em 10/10/2017

Paraná lança programa para entregar medicamentos em domicílio


Paraná lança programa para entregar medicamentos em domicílio

O Governo do Estado passa a entregar medicamentos em domicílio para a população paranaense. No início, o serviço vai atender apenas moradores de Curitiba com 60 anos ou mais e que estejam credenciados no Farmácia Paraná, programa que faz o repasse gratuito de medicamentos. A novidade foi lançada nesta segunda-feira (9), em Curitiba, pelo governador Beto Richa e pelo secretário de Estado de Saúde, Michele Caputo Neto.

Para Richa, o programa vai proporcionar mais comodidade às pessoas que precisam de atendimento. “Essa mudança tem o objetivo de facilitar a vida de quem necessita de medicamentos de uso contínuo e evitar o deslocamento mensal para sua retirada”, disse. “Além disso, a novidade ajuda também a desafogar um pouco o movimento na farmácia”, complementou.

Na solenidade de lançamento, o governador ainda citou que o serviço de entrega é só mais um dos avanços na saúde do Estado. “De 2011 para cá, também conseguimos reduzir a mortalidade infantil, que chegou aos menores índices da nossa história, e aumentamos os atendimentos a pessoas em situação de urgência e emergência com o resgate aéreo, presente em todas as regiões do Estado”, afirmou ele.

COMODIDADE - A Farmácia do Paraná, localizada no centro da capital paranaense, é responsável por distribuir 232 tipos de medicamentos para o tratamento de 82 doenças, como diabetes tipo 1, hepatites, Alzheimer, Parkinson, doenças renais, entre outras. Atualmente, 29.426 pacientes recebem seus medicamentos na unidade. “Esse serviço de entrega é mais um incremento da nossa atual política de assistência farmacêutica que vai beneficiar ainda mais a população”, disse o secretário Caputo Neto.

A aposentada Anita Gomes Ignácio, 77 anos, moradora do bairro Xaxim, foi a primeira a receber o medicamento em casa. Ela retira remédios para colesterol desde 2005, ano em que passou por uma angioplastia. “Desde que tive o problema no coração, não posso andar sozinha. Então, sempre dependi da minha filha para me acompanhar até a Farmácia. Mas agora, com a entrega em casa, está uma maravilha”, disse.

A aposentada Edi Grossete Klenk, 67, também ficou contente com a comodidade. “Às vezes, em dias de chuva ou temporais, era complicado pegar ônibus para vir até a farmácia retirar os medicamentos. Agora, com a entrega em casa, o governo está facilitando muito as nossas vidas”, contou.

CRITÉRIOS – Para participar do programa de entrega de medicamentos as pessoas devem seguir os seguintes critérios: ter cadastro ativo no Programa Farmácia do Paraná; utilizar os medicamentos do Serviço de Entrega em Casa; ter 60 anos ou mais; obter uma autorização formal para entrega em casa e ser morador de Curitiba. Para viabilizar as entregas, o Estado formalizou um convênio com os Correios.

“As pessoas que atendem aos critérios do serviço deverão autorizar a entrega em seu domicílio, manter o endereço atualizado e retornar à farmácia para levar os documentos de renovação a cada três meses.”, disse o secretário Caputo Neto.

FARMÁCIA - O Governo do Estado investiu R$ 4,6 milhões na nova sede da Farmácia do Paraná, inaugurada em 2015 no centro de Curitiba. Cerca de 72% dos usuários são da capital e 28% municípios da região metropolitana. A cada mês, por volta de 1100 novos pacientes passam a usar o serviço. “O prédio estava abandonado, mas nós o reestruturamos. Hoje, talvez seja a maior farmácia pública do Brasil”, disse Caputo Neto.

A unidade funciona com 24 guichês para o atendimento de 1,3 mil a 1,6 mil pacientes diariamente, mas, em alguns dias, chega a dois mil. Para suprir a demanda, a unidade conta com o apoio de 106 colaboradores, entre servidores, estagiários e terceirizados.

PRESENÇAS - Participaram da solenidade a secretária de Estado da Família e Desenvolvimento Social, Fernanda Richa; o diretor da 2ª Regional de Saúde Metropolitana, Guilherme Graziani; a diretora do Departamento de Assistência Farmacêutica da Secretaria estadual de Saúde, Deise Pontarolli; a coordenadora da Farmácia da 2ª Regional de Saúde Metropolitana, Kelly Cristiane Gusso Braga; e o superintendente dos Correios do Paraná, Paulo Cezer Kremer dos Santos.


Créditos da Notícia: SESA-PR